sexta-feira, 17 de abril de 2015

Cotidiano solúvel


 Da superficialidade da artificialidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário